Just this*

29 de abril de 2014


You know whats fucking scary? The fact that I could literally change my life at any moment. I could stop talking to everyone that makes me unhappy. I could kiss whoever i want. I could shave my head or get on a plane or take my own life. Nothing is stopping me. The entire world is in my hands, and I have no idea what to do with it.

8 comentários:

  1. r: o nosso também tem determinados temas - o meu por exemplo tinha a ver com a política e a questão económica - mas a stôra aconselhou-nos vários capítulos diferentes que focavam mais num certo tema e a partir daí fizemos o trabalho. mas não fizemos apenas sobre um capítulo, enquadramos toda a obra !
    o Zac é uma pessoa muito especial. ele merece :)

    ResponderEliminar
  2. O amor leva-nos a fazer com cada coisa...

    R: querida não estava com o ricardo araújo pereira ahaha disse que o apoiava quando disse que o chão devia ser mais mole ahah

    ResponderEliminar
  3. A sério? Que fixe. São poucas as raparigas que jogavam futebol em pequenas, e muito menos que faziam isto xD

    ResponderEliminar
  4. o teu blog está sempre diferente, o que vale é que está sempre demasiado giro.
    resp: voltei à medicação antiga, estava demasiado agressiva. eu faço vários voluntariados, ajudo num projeto chamado trokaki e outro chamado nós+vós-sós, ambos pertencentes a carnide, o trokaki é um local em que tu trocas as tuas coisas por outras não por dinheiro, mas por créditos, recebes créditos consoante as peças que levas. o nós+vós-sós é para descobrir idosos isolados e passar pelo menos duas vezes por semana com eles, e depois a outra coisa a que chamo voluntariado mas não o é, é o apoio que continuo a dar no meu antigo local de estágio sempre que eles precisam de mim. e já tenho pena dele.

    ResponderEliminar
  5. Acho que se meteres só uma ou duas mensagens a aparecer de cada vez isso não acontece. Também já usei esse e tinha esse mesmo problema. Mas ficou lindo :-)

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão. Está tudo nas nossas mãos!

    ResponderEliminar