7ºDia / 7ºªNoite

22 de setembro de 2012

Viagem de regresso e Festa de Grândola

Não somos nós, fui buscar à net
Chegamos a casa e fomos logo para a cama pois no dia seguinte voltávamos para casa.
Já tínhamos planeado que pelo caminho parávamos em Grândola para a grande festa local, porque o menino Daniel queria andar pelo menos nos carros de choque.
Amanheceu, era sábado, era dia de regressarmos a casa.
Preparamos tudo deixamos a casa arrumadinha para os outros não terem razão de queixa e viemos embora.
Pelo caminho passamos por uma terra com uma rotunda linda relacionada com as vindimas e ao lado da estrada tinha um touro, ora pessoas normais continuariam a sua viagem como se nada se passasse, mas a minha família é tudo menos normal! Então que fizemos? Paramos, estacionamos os carros e saímos para tirar fotos e não as fotos não eram na linda rotunda mas sim com o touro, gigante, todo detriorado!
Mas fizemos poses espectaculares e as fotos ficaram surpreendentemente muito bem. Ainda passou pela cabeça da minha mãe subir para cima do touro, mas diga-mos que o tamanho não era nada proporcional! (O touro era o triplo ou quadruplo da minha mãe).
Tiramos as fotos e metemos-nos de novo no caminho, rumo a Grândola agora sem paragens.
Chegamos então ao destino e a primeira coisa que fizemos foi dirigirmos-nos para os divertimentos.
Primeiro andamos nos carrinhos de choque (claro), estávamos com ideias em andar no kanguru mas ele só funciona à noite. Andamos várias vezes e depois fomos andar num daqueles simuladores escolhemos o simulador: Montanha russa, helicópteros e motas. Não foi nada de especial, mas lá nos divertimos.
No fim fomos a uma barraca para provar ginga de Óbidos, eu já tinha provado em Óbidos mesmo, mas os outros não. Bebemos num copinho de chocolate e depois eles foram tomar café e voltamos para a viagem para casa.
Tudo bem até que chega a hora de jantar (19h) eu fico com fome e só chegaríamos ao Leiria shoopping daí por 1h. Comecei a ficar ourada, com dores de cabeça e mal disposta. 
Paramos no shoopping para principalmente eu comer qualquer coisa. Eu mal me aguentava em pé e nas escadas rolantes? UI!
Comi e comecei a ficar melhor, mas depois comecei a ficar com dificuldades em respirar.
Tivemos de ir a correr para o carro para eu tomar a bomba. Mais uma vez comecei a ficar melhor e fomos de vez para casa.
Após mais uma viagem com o meu tio quase a dormir chegamos a casa, seguros.

E foram assim as minhas férias no Algarve.
O que acharam?
Mais logo conto-vos aquilo que aprendi.


3 comentários:

  1. Nada como umas férias inesqueciveis.

    Linda a tua narração.

    Bom regresso á 'realidade'

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Obrigada! :D Sigo também

    ResponderEliminar